Páginas

sábado, 23 de julho de 2011

Avaliação Discente :: Participe

Bote a boca no trambone.. não fique engolindo sapos!
Somos estudantes e a universidade é construida por nós!!





PERGUNTAS E RESPOSTAS

1. Onde faço a Avaliação de Disciplinas?
No Portal do Aluno, entre com o número do seu cartão e senha, depois em ENSINO GRADUAÇÃO / ALUNO / Avaliação de Disciplinas.

2. Até quando eu posso fazer a Avaliação de Disciplinas?
O sistema ficará aberto do dia de 21/05/2011 até 27/07/2011, durante esse período, é possível alterar sua avaliação quantas vezes forem necessárias.

3. Qual o objetivo dessas avaliações?
Melhorar a qualidade do ensino através da análise dos principais problemas apontados e possibilitar correções para o semestre seguinte.
Essa avaliação será utilizada pelo CPPD da UFRGS como um dos pontos de avaliação da progressão funcional dos docentes, que inclui produção científica, presença, participação em outras atividades como extensão e outros projetos e responsabilidades docentes e avaliação didática feita pelos discentes atraves do portal do aluno.

4. Por que devo participar?
Para que a informação sobre a qualidade do ensino prestado chegue aos responsáveis pela Gestão do Ensino. Por isso, faça sua parte e responda a avaliação.

5. Meu curso já é muito bom, preciso fazer as avaliações mesmo assim?
CLARO, mesmo que a maioria das disciplinas do teu curso esteja em prefeita ordem sempre vai haver problemas pontuais que devem ser corrigidos para que o curso mantenha a sua qualidade.

6. Minha avaliação será lida e analisada?
TODOS os comentários, sobre TODAS as disciplinas, são lidos integralmente pela Chefia do Departamento responsável pela disciplina. Além, é claro, da análise dos resultados quantitativos (as notas) sobre as diferentes questões apresentadas.

7. O que será feito com os resultados?
Todos os dados são analisados pelos órgãos competentes, Departamentos, COMGRAD e NAU visando solucionar os problemas que foram evidenciados.

8. Qual é o impacto das avaliações?
O maior impacto dessas avaliações é na metodologia de ensino e de avaliação da disciplina e na alocação dos professores nas disciplinas em cada semestre. Mesmo não havendo reação imediata a reclamação recorrente de um mesmo professor em uma mesma disciplina tende a tirá-lo dela nos próximos semestres. Os resultados também influenciam as progressões funcionais dos professores.

9. Por que é importante termos uma grande participação dos alunos?
Sendo uma avaliação quantitativa o número de indivíduos que participam tornam os dados obtidos mais representativos. Por isso a participação é fundamental para que essa amostra reflita a realidade. O ideal, assim, é termos 100% de respostas!
Avaliações com menos de 25% por cento de participação de alunos da mesma seriação (semestre do mesmo curso), não são válidas... por isso PARTICIPE!

10. O Aluno que fez uma determinada avaliação pode ser identificado?
Nenhum professor ou chefe de departamento consegue saber qual foi o aluno que fez determinada avaliação. o CPD passa todas as infomações compiladas aos professores, assim, aparacem os indices de notas e as colocações de campo aberto misturadas. Não é possível identificar os alunos.

11. Quem tem acesso às avaliações?
Membros dos Colegiados dos Departamentos e de COMGRADs, incluindo Representantes Discentes de ambos, podem solicitar acesso às avaliações dos docentes do Departamento ou Curso relacionado, respectivamente. Cada professor pode ver somente as avaliações relacionadas às disciplinas que ministrou, não tendo acesso as dos demais docentes.

12. Posso sofrer
represálias se eu der uma nota baixa em uma avaliação?
Não. Os dados enviados aos professores e comissões não são fichas, são dados estatísicos.

13. Devo analisar somente a disciplina?
Não, a avaliação deve envolver o professor, a disciplina, e as condições estruturais, como sala de aula, biblioteca, laboratórios.

14. Posso analisar o plano de ensino da disciplina ou a metodologia de avaliação?
Deve. Há campos específicos para cada idem e plano de ensino recebe todo um detalhamento.

15. Posso analisar cumprimento do plano de ensino da disciplina e a legislação da UFRGS?
Deve. (resposta do item 14.)

16. Basta só eu dar as notas ou é importante fazer um comentário no campo Espaço Aberto?
O campo livre para comentários dos alunos é TÃO IMPORTANTE QUANTO as notas. Não leva muito tempo respondendo, por isso faça!!

17. Devo ser rigoroso e criticar qualquer ponto da disciplina que eu não concorde?
O questionário é bem detalhado, podendo abranger muitas questões específicas. Caso haja algum ponto em específico que seja importante ser relatado, escreva-o no campo aberto e comunique a COMGRAD a ao Diretório Acadêmcio, ou até mesmo ao DCE, que são instâncias representativas dos alunos.

18. Posso elogiar ou criticar o Professor?
               Pode, use o campo “Espaço Aberto” para isso, mas você deve fazer criticas construtivas de forma clara e objetiva.  Evite fazer críticas pessoais ao professor.

19. É melhor eu fazer uma reclamação ou dar a sugestão para o Coordenador da COMGRAD/ Representante Discente ou pelo Sistema de Avaliação?
Deve-se sempre fazer a reclamação, critica ou sugestão pelo Sistema de Avaliação que é a forma institucional. Por outro lado, deve-se também relatar a queixa aos Representantes Discentes para que tomem providências junto às COMGRAD e aos Departamentos.

20. Uma turma teve um problema pode conversar para focar seus comentários individuais no problema?
Um comentário isolado de um aluno é facilmente desqualificado por não ser representativo. Já se este comentário se repetir pela metade dos alunos da turma, então podemos dizer que o problema se confirma e uma solução com certeza será encaminhada.



Este texto foi adaptado por Adriana Corrêa Da Silva.

11 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Muito Bom!!! Quem escreveu o texto?

    ResponderExcluir
  3. Diretório Acadêmico da Computação - DACOMP

    ResponderExcluir
  4. Ótimo texto! Se o autor é o DACOMP, deveriam dar créditos a eles...

    ResponderExcluir
  5. Oi amiguinhos, esqueceram de dar os créditos ao DACOMP! Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Muito boa a adaptação com as figuras, mas custa nada colocar a fonte original. Diretórios devem trabalhar juntos, e não uns contra os outros.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Agradeçemos as visitas ao nosso Blog. De fato esse texto foi adaptado do texto inicialmente enviado pelo DACOMP, mas peço que leiam com atenção, pois não foi uma figura adicionada e isso considerado como adaptação. Esse texto serviu de base e outros membros de vários DAs o leram e sugeriram alterações as quais concordei e postei neste blog, pois já que alguns de vocês conhecem o texto do DACOMP devem ter ao menos lido o texto postado e viram que há várias alterações, por tanto o texto não é um plágio ao texto do DACOMP, e se caso o intuito do DACOMP era se autopromover, que colocasse patente e recebesse Roylts pelo texto.
    O CEBIOM já há bastante tempo trabalha com outros DAs, principalmente do campus Centro, e nunca precisou creditar qualquer coisas aos seus colegas DAs, pois esses sim trabalham juntos, como passou a acontecer desde 2010, quando o DCE Livre, sem perguntar oas DAs passou o TRI a R$ 3,00 quase quebrado o caixa dos DAs e CAs... desde esse infeliz acontecimento no DCE, os DAs estão muito unidos, o DACOMP foi convidado a fazer parte dessa rede e não quiz. Então aos comentaristas que disseram que não sabemos trabalhar junto com outros DAs, devo dizer que os DAs que já trabalham juntos a bastante tempo e não pagam roylts uns aos outros por que não fazemos nosso trabalho esperando créditos e sim resultados!!!

    ResponderExcluir
  8. Uma pena teres entendido dessa forma. O intuito não é se auto-promover, muito menos receber "roylts". Não concordo que tenha sido um plagio, uma vez que mesmo vocês assumem que foi o DACOMP que teve iniciativa de criar o documento inicial.

    Quanto ao evento citado ao qual o DACOMP não quis participar, pelo que entendi foi em uma gestão anterior, e por isso a gestão atual não pode responder. Não foi feita nenhuma acusação que não sabem trabalhar junto com outros DAs, minha colocação foi feita justamente a atitude um pouco agressiva dos outros comentários.

    Por fim, acredito que não custa nada colocar no documento que foi uma iniciativa do DACOMP e elaborado juntamente com todos os DAs que tu disseste que contribuiram. Peço desculpas da minha parte por qualquer mal entendido, e espero que os DAs sempre possam contar com colaboração uns dos outros sempre que possível.

    ResponderExcluir
  9. Prezados Representantes do CEBIOM, podemos trabalhar em conjunto, desde que com respeito. É preciso esclarecer alguns pontos, conforme segue abaixo:

    a) "nunca precisou creditar qualquer coisa a seus colegas DAs..." >> Srs., qualquer citação a obra, texto, imagem, etc, original de outrem deve ser creditado, assim é a norma culta, assim estamos acostumados em nossos trabalhos acadêmicos, então fica a dica, mudem de pensamento e passem a creditar as pessoas, seja quem for.

    b) "o DACOMP foi convidado a fazer parte dessa rede e não quis" >> Srs., quando desejarem convidar outro DA, favor o façam formalmente através de ofício via protocolo da UFRGS ou por e-mail para (dacomp(a)inf.ufrgs.br). Não obstante, acredito que a gestão convidada por vocês foi a anterior (2010/2011) e não a nossa atual (2011-2012).

    c) A atual gestão do DACOMP coloca-se a disposição para receber proposta de trabalho conjunto com outros DAs. Por favor nos encaminhem sua proposta descrevendo os objetivos e os resultados esperados deste trabalho conjunto.

    Por fim, faço votos de que este assunto conclua-se da melhor forma possível e que possamos no futuro vir a trabalhar conjuntamente em projeto de grande valia aos alunos.

    Att,

    Vice-Presidente DACOMP
    Gestão 2011-2012.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Caros do DACOMP:
    Lucas.. de fato o que está havendo é um enorme mal entendido mesmo, mas não é de nosso costume citar quem faz o que dentro do DA, mesmo envolvendo outros DAs. O nome colocado do texto, por quem foi adaptado, (EU)éjustamente por que se por ventura houvesse comentários eu mesma respondo. Não cito quem mais colaborou com o texto, por que se não geraria um texto ainda maior, pois como eu disse é um conjuto de pessoas que o fizeram, no momento em que o texto é amplamento divulgado via e-mail, fica disponível a quem quiser usa-lo e adapta-lo como fizemos. Não há nenhuma teoria da compiração contra um ou outro DA, por favor, não sejamos paranoícos. Quem sabe em outra ocasioão possamos trabalhar juntos.. No entanto o comentário bem agressivo e na minha opinião extramamente burrocrático do teu colega de gestão já coloca impedimento para isso, pois o CEBIOM conversa com as pessoas, conversa com os DAs e trabalha junto, sem protocolo, sem formalidades... Se nós tivermos que apresentar um projeto com introdução, objetivos, perpectivas envio para a PROREXT ou apresento no SIC.. protocolo eu deixo para a máquina burocrática da universidade que já causa muita dor de cabeça para os DAs que querem fazer alguma coisa de verdade!
    (Adriana)

    ResponderExcluir